Brothers do AZ no Instagram

O diretor de Migração, Angeles Arriola, anunciou que o governo aprovou a reabertura total da Ponte da Amizade, que liga Ciudad del Este a Foz de Iguaçu, por um período de três semanas de teste. O desbloqueio da travessia da fronteira seria a partir deste sábado, 29 de setembro. 


"O presidente da República foi muito claro e falou de uma liberação sem controles na ponte (da Amizade), ida e vinda de taxistas, mototaxis e de todas as pessoas que queiram passar", disse Angels Arriola, diretor de migração, durante reunião realizada esta manhã com autoridades locais e representantes da comunidade.

O vice-ministro da Reitoria e Vigilância em Saúde, Julio Rolón, explicou que a reabertura da Ponte da Amizade será por um período de três semanas de análise e que os desenvolvimentos epidemiológicos serão posteriormente analisados em uma reunião.


As migrações permitirão a entrada de turistas brasileiros das 5h às 14h, enquanto a partida será até as 18h.

Visitantes estrangeiros também poderão entrar em Presidente Franco e até o km 314 de Minga Guazú (ex km 30).

Manifestantes celebram a reabertura
Milhares de manifestante que permaneceram desde a madrugada próxima a Ponte da Amizade celebram a decisão do governo de reabrir a passagem internacional entre Ciudad del Este e Foz do Iguaçu.

Com uma grande comemoração os manifestantes receberam a notícia dada após a reunião com autoridades do estado de Alto Paraná.


"Parece-nos que essa é uma boa medida e que agora é nossa parte garantir que o contágio de Covid-19 não aumentem e que a ponte não feche novamente até pelo menos o final do ano. Que tenhamos um réveillon produtivo para o comércio de fronteiras", disse Linda Taigen, representante da Codeleste (Conselho de Desenvolvimento de Ciudad Del Este).

"Grande vitória do povo de Alto Paraná", tuitou, por sua vez, o governador Roberto González Vaesken (ANR, Indep.), enquanto o prefeito Miguel Prieto Vallejos (MCDE) argumentou que agora é hora de reanimar a economia regional.

Miguel Barrios, líder dos taxistas, ressaltou que a decisão é importante e permitirá que milhares de trabalhadores retomem as atividades de trabalho.

Fonte: ABC Color