Header Ads

CLIENTES DE TV POR ASSINATURA ESTÃO INSATISFEITOS E USAM NETFLIX - 29/06/17

Os clientes de serviços de TV por assinatura estão insatisfeitos e alguns deles chegaram a cancelar seus planos de televisão fechada para ficar só com os filmes e séries da Netflix. É isso que indica o relatório Telecom da CVA Solutions, que ouviu mais de 7 mil pessoas em todo o Brasil, no último mês de maio.

O preço praticado pelas operadoras de TV paga foi apontado como principal razão de reclamações e é o que motiva o corte do serviço. Fora isso, também aparecem como desejos dos consumidores a possibilidade de ver o que quiser sem horários pré-determinados e em qualquer dispositivos, seja TV, tablet, computador ou celular.

A nota de satisfação atribuída pelos entrevistados às TVs por assinatura é inferior à dada para a Netflix: 7,17 e 8,55, respectivamente.

Por conta disso, 6,3% do público consultado pretende cancelar seu atual plano de TV fechada nos próximos seis meses e manter ou contratar serviços de transmissão online, como a Netflix. Outros 3,4% disseram ter a intenção de permanecer apenas com a TV aberta.

O estudo indica também que, entre os 7.004 entrevistados, 4.639 têm TV paga e 2.270 têm Netflix. Entre os clientes do serviço de streaming, 567 já não têm um plano de TV paga.

O gasto mensal médio com serviços de TV por Assinatura passou de 139 reais em 2016 para 145 reais em 2017. Recentemente, a Netflix anunciou aumento de preços no país para planos com suporte para exibição em mais de uma tela. Agora, os valores variam entre 19,90 e 37,90 reais.

O relatório traz também um ranking do valor percebido (da relação entre custo e benefício) pelos clientes nos serviços prestados pelas empresas. Confira.
1º – Sky
2º – Claro
3º – Oi
4º – Vivo
5º – NET

No quesito força das marcas, o ranking é diferente.
1º – Sky
2º – NET
3º – Vivo
4º – Claro
5º – Oi

Filmes via internet
O estudo da CVA Solutions ressalta que a maneira de ver filmes é cada vez mais digital. O uso de Smart TVs, televisores conectados à internet, passou de 27,8% em 2016 para 35% neste ano.

Isso pode ter ajudado a aumentar a quantidade de pessoas que assistem filmes online, pela internet banda larga. Entre os entrevistados, 67,3% veem filmes online, sendo que 36,2% fazem isso pela Netflix. O YouTube se mostrou também um local muito procurado para ver filmes, ainda que eles sejam distribuídos de forma não oficial nesse canal. A quantidade de pessoas que usam o site de vídeos do YouTube para esse fim (24,5%) é quase igual à que usam a TV aberta (25,2%) com o mesmo intuito atualmente.

Ainda assim, quem assina TV fechada usa muito seus canais para consumir filmes, resposta dada por 85,1% dos entrevistados.
BROTHERS DO AZ


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.